Perguntas e Respostas Frequentes

Cursos, Aulas, Certificados e Diplomas (FAQ)

Frequentei um curso no instituto num ano letivo diferente (passado) Posso pedir o meu certificado?

Sim

Qual o tempo de formação mínima para receber um Certificado?

1 ano letivo.

Gostaria que me indicassem que tipo de avaliação  é que o meu educando vai ter no final do ano e a que grau é que corresponde?

As avaliações no final do ano, compreendem elementos de escrita, oralidade e compreensão. Os alunos são inscritos/matriculados numa turma correspondente ao nível apresentado no início da matrícula. Tendo nós, Escola centro de línguas, como missão em parceria com o Ministério da Educação, o desenvolvimento das línguas estrangeiras, a par dos currículos nacionais, compete-nos acompanhar e desenvolver nos nossos alunos as aprendizagens essenciais para cada ano letivo, que pode consultar nos links indicados em baixo:   

(cada ano contém um PDF com as aprendizagens que se esperam para cada faixa etária, ano de matrícula)

Estas aprendizagens foram construídas por um grupo de professores do Ministério da Educação, tendo como base o Quadro Europeu Comum de Referência para as línguas estrangeiras e que nós também utilizamos como referência dado o estreito relacionamento com a instituição responsável pela Educação em Portugal e parceiro membro da União Europeia. Assim, quando, após a realização de avaliações na nossa escola, os certificados emitidos por nós, atestam a proficiência adquirida na língua para o nível em que esteve inscrito durante o decorrer do tempo do curso em que foi matriculado/inscrito nesta escola. Nos caso de alunos adultos as turmas e os níveis são decididos em separado de acordo com os testes de nível, mas no essencial seguem os mesmos critérios até ao nível C2. 

Questiono também se é possível submeter-se ao exame da Cambridge/Goethe/Alliance Française/Cervantes ou há algo equivalente?

Para o efeito e dada as estreitas relações entre o Ministério da Educação , União Europeia e a Escola Centro de Línguas do Pinhal Novo e no âmbito de certificação, pelo decreto lei que regulamenta as escolas particulares e cooperativas (que nos é adstrito por alvará) o certificado tem a validade em território Nacional e Europeu referente ao nível que for adquirido com sucesso (seja para apresentação em instituições superiores do Ministério da Educação, relações laborais ou utilização nos portefólios das línguas relativos aos Cv Europeus). Para outros efeitos (exemplos: pedidos de nacionalidade) poderá procurar uma instituição reconhecida culturalmente em Portugal e com quem Portugal mantém relações diplomáticas [Ministério dos negócios estrangeiros/ polos de representação e extensão cultural dos países estrangeiros / magníficos representantes], como por exemplo o Cambridge para a língua Inglesa, cujos certificados são reconhecidos para o efeito de certificação e aprendizagem do educando, também. Isto é, não integram a rede de escolas do ME nem os currículos nacionais em vigor em Portugal para o ensino de línguas estrangeiras, mas sim, aplicam o seu próprio sistema de ensino usado no País que representam e aprovados pela ALTE. Qualquer formação por nós administrada dota o aluno para utilização pessoal e profissional do idioma, incluindo a realização de exames e provas em outras instituições.

Têm cursos de formação profissional ou certificação profissional?

Não, não formamos docentes nem disponibilizamos cursos que conduzam à prática profissional da profissão de professor de línguas, por conseguinte não certificamos como instituição de ensino profissional. No âmbito da formação profissional enquanto complemento da escolaridade de nível de ensino, ensino escolar, as disciplinas de línguas são teóricas e fazem parte dos percursos escolares, por conseguinte enquadram-se com a nossa formação não havendo necessidade de distinção. No âmbito da atividade económica livre, relativo à direção geral do emprego e trabalho, o CAE correspondente é de ensino e formação e não formamos profissionais nesta atividade económica, logo mesmo que fosse nossa intenção disponibilizar formação a uma Escola Particular e Cooperativa de Formação Profissional, o espetro de atuação (estatutos eepcfp – decreto lei) seria de formação em ensino e formação (Professor/Administração e Direção Escolar/Coordenação e Direção Pedagógica). Respeitante à certificação profissional da prática do ensino, de todo incompatível, sem nível académico superior, igualmente, os estatutos eepc de nível não superior, no âmbito do ensino das línguas, não autorizam o ensino direcionado para o ensino (componente prática da profissão), do respetivo idioma, de quaisquer atividades económicas (o que no nosso caso seria relativo ao nosso CAE – professores/administração/direção escolar e pedagógica), mas sim, regulamentada como construtores de percursos curriculares* de carácter global, de desenvolvimento e aprimoramento pessoal para multiusos geral e em qualquer situação quotidiana (laboral ou não laboral).

*A construção curricular dos cursos, o modelo de aprendizagem adotado (oral, escrito ou compreensão), a estratégia docente de cada aula, assim como a finalidade e objetivo dos exercícios propostos para aprendizagem, nas aulas, são objeto de construção interna, por parte da direção pedagógica. O funcionamento escolar, decorrente dos estatutos de eepc, não certifica as aprendizagens dos alunos matriculados entre aptos e não aptos para o ensino prático.

Têm formação para adultos?

Sim a instituição está aberta à comunidade sendo caracterizada como extraescolar nos níveis de ensino existentes em Portugal. Igualmente serve de reforço ao ensino dual e ao complemento de ensino adhock, do nível de ensino – ensino escolar, para além da mais valia na obtenção de um certificado de avaliação ME-QECR. Saber falar outras línguas é uma ferramenta útil a qualquer candidato/empregado/colaborador/empregador. Na escola dispomos de salas próprias para uma aprendizagem de sucesso.

Atribuem graus C1 ou C2 (QECR) – nível universitário?

Sim, apesar da escola não se caracterizar como instituição de ensino superior ou politécnico – (formação superior para a prática profissional). Os professores são habilitados com formação completa para a prática pedagógica e concluíram o C2 dos respetivos cursos universitários. os níveis de ensino correspondentes aos cursos são completos até à proficiência máxima.

Têm explicações?

As escolas para reforço extraescolar existem e licenciam-se por Alvará do Ministério da Educação, a autoridade das aprendizagens do ensino extraescolar não sobrepõe a autoridade das aprendizagens e percursos curriculares do ensino_escolar. A figura de explicador não existe no sistema educativo português, a figura de explicador ou o ato da explicação de conteúdo curricular, no sistema educativo é ilegal.  A explicação, supostamente exercida por terceiro, conduz a processo de negligência por justa causa, colocando o processo oficial de condução de aulas pelo professor titular de qualquer disciplina em causa e levantando sérios riscos ao sistema de ensino, assim como à veracidade e transparência dos resultados. Embora o processo de avaliação por exames tenha um peso relevante nas notas, porém não é solitário. Assim o ato de explicação exercido por terceiro à aula não é legal e não vem consagrado no sistema educativo, assim como a sua regulamentação não será feita, pelas razões expostas. O aluno ou educando, confundido em processo de ensino legal ao manifestar, em sala de aula “não foi assim que me ensinou o explicador” põe em causa o processo de ensino e a instituição de educação em Portugal. O ensino extraescolar prepara os alunos para os exames em qualquer instituição inclusive exames do IAV-Ministério da Educação, sendo que toda a regulamentação necessária para o efeito já existe. As avaliações e certificações dos cursos de cada instituição extraescolar são para os seus programas e currículos próprios de cada uma delas e que, todavia, se pretendem coincidentes com os percursos escolares e adaptáveis às necessidades e realidades de cada comunidade.

Designamos, pelo regulamento interno de funcionamento desta instituição, o termo de explicação à aula adquirida de conjunto de aulas (Cursos de curta duração) preparatórias à entrada em turma de nível já em funcionamento durante o ano letivo, em nada subjacente à atividade de sobreposição letiva do ensino escolar.

Traduções (FAQ)

Em que informações deve um ou uma cliente pensar acerca do projeto que quer realizar antes de falar com profissionais?

Nº de Páginas, Nº Folhas e Nº Palavras. Localização – Distrito de Setúbal, Palmela, Pinhal Novo. Reservamos conjuntos de horas de aulas de ensino e formação sobre as quais orçamentamos os trabalhos e explicações relativos com a tradução e interpretação dos documentos escritos em outras línguas (documentação oficial, livros, manuais e todo o tipo de portefólio).

Que formação e experiência temos relacionadas com esta atividade?

Só profissionais com formação superior são autorizados a trabalhar na instituição na área do ensino de línguas por conseguinte os professores têm competências oficiais para perceber o que está escrito e escrever na língua que se pretende traduzida. Estamos no setor há mais de 25 anos. A Escola Centro de Línguas do Pinhal Novo é licenciada pelo Ministério da Educação para o concelho de Palmela. Nesta instituição, de ensino de línguas estrangeiras, a figura de tradutor ou serviços de tradução (CAE) está mesclada no processo de ensino linguístico do cliente que pretende ajuda para perceber um documento durante o decorrer do processo de ensino (recebendo em formato papel oficial o material auxiliar da hora aula de ensino e formação, deslocamos o professor ao cartório em necessidade de certificação da documentação auxiliar da aula). Todos os professores são licenciados e com vasta experiência em funções de ensino e formação na escola e não carecem de CAE específico para a especificidade da atividade isolada (não vinculados a uma instituição específica para a compreensão e ensino de línguas estrangeiras). Ensinamos a traduzir, certificamos e ainda fazemos um desenho (design gráfico) do material escolar.

Conselhos a quem precisa de serviços profissionais de traduções? Aspetos fundamentais a ter em conta?

A tradução humana difere na compreensão e contexto que se faz de uma frase ou texto. Embora muito úteis e hoje em dia muito assertivos, os tradutores digitais não são a melhor ferramenta se não têm a certeza do conteúdo a traduzir.

Como começamos a trabalhar nesta área de negócio?

Nesta área de negócio é tradição de gerações.

Com que tipo de clientes já trabalhou anteriormente?

Todos os interessados – empresas e particulares. Já efetuamos para cima de 15 000 traduções de vários conteúdos e tipos.

Como orçamentamos os serviços? 

Preço por aula. Recibos e faturas sobre preço hora/aula do profissional em funções – material físico auxiliar, manuais, fotocópias, canetas, t-shirts, reprografia, cafés e bolachas, livros, material publicitário, merchandizing, stationery etc. incluído no valordistribuído e não vendido.

Descrição de um projeto. No que consiste? Quanto tempo leva a realizá-lo?

O professor em hora de ensino e formação efetua o pedido do trabalho de conversão da língua original para a língua pretendida. O valor por este pedido é orçamentado sobre hora/aula de ensino e formação. Regra geral, a uma hora de aula letiva de ensino e formação corresponde a uma página em que o professor aplica a tradução na língua original e converte para língua de destino. As traduções oficiais obrigam à deslocação do professor até ao nosso parceiro de registos e notariado, sendo que depende da disponibilidade do cliente a duração do serviço.

Quando começamos a trabalhar com um novo ou nova cliente este é processo que costumamos seguir:

Reservamos conjuntos de horas de aulas de ensino e formação para trabalhos e explicações relativos com a tradução e interpretação de documentos escritos em outras línguas (documentação oficial, livros, manuais e todo o tipo de portefólio). Receção do pedido, reserva de aulas para o cliente, deslocação do professor para reconhecer a assinatura e carimbar (se necessário), agendamento com o cliente na instituição. Não recebemos dinheiro online. O interessado de alguma forma terá de se deslocar à instituição para efetuar pagamento e receber fatura.

Recursos Humanos – Docentes (FAQ)

Disponho de Certificação de aptidão profissional como formador em línguas estrangeiras e gostaria de me candidatar a um lugar de professor, como devo apresentar a minha candidatura?

A Escola Centro de Línguas Anglo-Francês  não funciona com cursos de formação profissional ou prática. A escola pertence à rede de escolas do Ministério da Educação e certificamos as aprendizagens essenciais dos currículos nacionais (QECRL) de acordo com os existentes para o efeito (Ensino e Formação) no Ministério da Educação – Direção Geral da Educação. Nesse sentido a formação por professor com habilitação superior para exercício profissional de docente em Portugal, nos grupos de recrutamento respetivos é condição obrigatória para certificação, à posteriori, dos cursos e módulos, administrados pela escola.

Têm cursos de formação profissional?

Não, não formamos docentes ou tradutores que conduzam à prática profissional da profissão. Desconhecemos os procedimentos de atribuição de certificados para a figura de formadores de línguas em Portugal e práticas em Portugal para o efeito de contratação da figura de formador, dinamizador, instrutor (julgamos ser nível VII ou VIII do IEFP?? QRC Europeu?).

Verifico que têm cursos indisponíveis! É possível lecionar algum curso sem habilitação superior reconhecida em Portugal?

Não, enquanto escola particular e cooperativa no âmbito de formação rigorosa de conteúdos legalmente válidos por licenciamento para ações de carácter educativo e formativo, nesta região, embora reconheça o entusiasmo dos interessados, mantém os cursos indisponíveis quando existe falta de professor com habilitação no grupo de recrutamento especificado pela Direção Geral da Administração Escolar para as disciplinas, relativo aos decretos lei e respetivos procedimentos de contratação de docentes.

Recibos verdes ou contratação?

Recibos verdes.

O que é a figura de professor auxiliar?

O professor(a) auxiliar em acompanhamento direto pela direção pedagógica e professor de turma, tem matrícula ativa numa instituição de nível académico superior com habilitação conducente à lecionação de idiomas e está em vias de conclusão de curso adequado à prática profissional e pedagógica exigida pelo Ministério da Educação.

Ensino Bilingue e Junior Summer Schools (FAQ)

O nível de ensino ensino_extraescolar não fornece e não é fornecido por serviços educativos do nível de ensino de ensino_escolar nem nível de ensino ensino_pré-escolar, embora os professores mantenham intercâmbio entre eles. Na escola as aulas já são dadas pelo respetivo professor do idioma e respetivo grupo de recrutamento. A escola está aberta à comunidade nas instalações (sede e polos). As respetivas avaliações do ensino extraescolar não substituem as avaliações formais do Instituto de Avaliações (IAV) do Ministério da Educação. O projeto (PET) First English Exam e respetivas certificações ALTE foram descontinuadas inclusive. Em formato de ensino bilingue, indicamos as Junior Summer Schools aos nossos estudantes e que tenham idades compreendidas entre os 12 e 17 anos. Estes ateliers de extensão cultural e de língua e cultura dos Países são efetuados num País que tenha como língua oficial a escolhida pelo aluno, são conduzidos pelas entidades protocoladas para os receber e o agente de viagens educativas por nós escolhida para a vivência linguística bilingue do aluno e sempre que possível com o acompanhamento do professor desta escola (Team Leader). O ensino bilingue nas Junior Summer Schools (opcional) faz parte do projeto educativo desta escola como complemento aos cursos de línguas e respetiva missão.

Outros (FAQ)

O editorial do Centro de Línguas, Ministério da Educação – Manuais escolares, disponibiliza materiais e recursos educativos conducentes à nossa formação, aos alunos (não vendido) e às papelarias e livrarias interessadas também. Para obter os nossos materiais didáticos de oferta, por exemplo, para promoção e divulgação de ações culturais devem contactar (Obs. Não certifica a livraria/papelaria como centro oficial de preparação para os nossos exames ou como distribuidor certificado do Ministério da Educação ou suas publicações). É interdita toda e qualquer tentativa de atividade letiva escolar, em nosso nome ou nome de Ministério da Educação, por parte de terceiros, sob o pretexto para a venda de qualquer logística editorial IAF-ME (livros, manuais, áudios, vídeos de aulas e exercícios, provas digitais). O máximo extensível da lei será aplicado na verificação do ato atrás mencionado.

O sistema de ensino Português conta com uma vasta experiência que remonta a 1290 data da fundação da primeira faculdade em território Nacional,

Nos casos em que há falta de regulamentação na lei é porque é crime, ilícito ou fraude. Devem contactar a ASAE no caso de crime económico.

Página Editada em 04/07/2022